Seus clientes não querem um BOM tratamento!

Share:
Relogio-Bom-Otimo-Clinica-De-Alta-Performance

 

Seus clientes não querem receber um bom tratamento, o que todos esperam, na verdade, é um tratamento excelente.

Houve um tempo em que bastava SER médico para ser respeitado e ter a sua clientela. Os tempos mudaram, a quantidade de médicos aumentou e os pacientes passaram a escolher os bons médicos, aqueles com melhor capacidade técnica. Isso ainda nos deixava em uma posição cômoda e, normalmente o que é cômodo para uns não é para os outros (o paciente). Assim vemos que o respeito a algumas questões simples que deveriam nortear qualquer prestação de serviço se perdeu. A maioria não cumpre horário, não tratam o cliente com o mínimo de educação e nem conseguem perceber o quanto o seu comportamento poderia mudar, melhorando para os clientes, mas principalmente para os próprios médicos.

“Eu chegar no médico, falar que quero tratar acne e o médico nem olhar para o seu rosto não rola, né? Não voltei lá nunca mais.”

Essa é uma das inúmeras frases que eu já escutei dos meus pacientes nas consultas. Tenho certeza que você não gostaria de ser esse médico citado.

Quando se conhece o ótimo, o bom já não lhe serve mais.

Hoje para o médico ter um consultório de sucesso, ele precisa primeiro da sua capacidade técnica, de saber o que está fazendo, mas além disso ele precisa saber fazer a gestão do consultório, marketing médico, gestão financeira e principalmente querer ser um herói para esse paciente.

O médico que quer montar seu consultório  deve ter uma visão empreendedora do seu negócio e do mercado em que atua. Nesse mercado existem aqueles que se mantém com a visão de que ser “bom médico” basta. Só que você vai começar a pensar diferente agora.

Hoje, um exemplo que gosto de pensar é no Uber. Ele surgiu como uma proposta de transporte alternativo, com melhor atendimento, sempre em mercados muito bem estabelecidos, com grandes frotas de taxi (seus concorrentes). Em um primeiro momento seria difícil concorrer com esse mercado. Mas a proposta era ser diferente, atingir pessoas que utilizavam taxis por falta de opção melhor. Quando o Uber chega, vem na modalidade Uber Black, que é um carro melhor, com uma atendimento ao cliente excelente – levantam-se para abrir a porta, oferecem água, guloseimas, às vezes suco e já vi até cerveja – e a corrida sai em torno de uns 10% mais cara. Isso se o táxi seguir o trajeto correto, o que nem sempre ocorre. Rapidamente você adquire confiança e esse pequeno preço a mais justifica. Eu hoje só ando de Uber, pois conheci o ótimo, o bom já não serve mais. (Se você quiser conhecer, cadastre-se com o meu código uber e você vai ganhar um bônus de R$ 20,00 para a primeira corrida, assim você não paga nada para conhecer um serviço excelente, serve de idéia para o seu consultório)

Como começar ou melhorar meu consultório?

Eu diria para pensar no exemplo do Uber, ou de um bom restaurante, o foco deles não é apenas “o essencial”, ou seja, transportar, servir comida, etc. O seu foco não dever ser apenas fazer um serviço tecnicamente bom. Você deve ir além, oferecer algo que o destaque dos demais: uma secretária educada, formas de pagamento diferenciadas, um atendimento realmente agradável, humano, não atrasar às consultas. Cada realidade requer adaptações, mas o importante é se destacar.

O que eu aconselharia aos médicos que estão se formando ou que estão acabando a residência e querem montar um consultório é: foque na qualidade que você gostaria de receber, não se ache mais importante que ninguém. É o cliente que paga suas contas, ele é o seu patrão, não significa que “tem sempre razão”, mas que deve sempre ser respeitado.

Apesar de toda a crise e as dificuldades que o Conselho Federal de Medicina nos impõe, hoje é muito mais fácil, para o jovem médico se inserir de forma digna do mercado, sem depender de convênios ou trabalhar em clínicas com situações muito desfavoráveis. Basta pensar um pouco fora da caixa.

Quero que você me ajude, dê a sua opinião no comentários, o que concorda e o que discorda. Dê sua sugestão para que eu possa melhorar o post e o conteúdo do blog.

curso-precificacao-clinicas-consultorios

Share:

Deixe um comentário

2 Comentários em "Seus clientes não querem um BOM tratamento!"

avatar
Ordenar por:   Mais novo | Mais antigo | Mais votado
Eymar
Visitante

Boa noite, Alexandre! Li o artigo sobre um serviço excelente, diferenciado, e fiquei pensando como faria isso num local onde alugo uma sala, ou seja, não é uma clínica minha, entende? Dentro fui meu espaço (uma sala) o que posso fazer de “Uber”????